Módulo 3 – Identidades Globais e Locais

Nos primeiros dois módulos do curso Esporte e Mídia [ver aqui um resumo de todos os módulos] foi feito inicialmente um apanhado histórico das relações simbióticas entre o esporte e os meios de comunicação de massa, sendo este apanhado histórico situado em particular na modernidade nas ilhas Britânicas [ver resumo módulo 1 aqui]. Em um segundo momento, foi traçada uma linha que demonstrou o desenvolvimento das relações entre esporte e os meios de comunicação de massa tradicionais (mídia impressa, rádio e televisão), chegando até as novas mídias (mídias sociais, Internet, streaming) [ver resumo módulo 2 aqui].

O módulo 3 que trata de Identidades Globais e Locais – e também de certa forma do estudo de audiências – pode ser considerado como um módulo que conecta a primeira grande área do curso [fundamentos históricos das relações esporte e mídia] com a segunda grande área [questões de representações nos meios de comunicação de massa].

Na primeira parte do Módulo 3 eu irei discutir como meios de comunicação de massa tradicionais e novas mídias se relacionam com a criação e re-criação de identidades locais, regionais, e globais. Inicialmente para discutir as identidades locais/regionais eu vou me utilizar da análise com machine learning e big data [ver aqui] de notícias esportivas em diversos países para demonstrar como existe um certo padrão cultural que é repetido de forma exaustiva pelos grandes meios de comunicação de massa. Não obstante, os dados também servirão para uma discussão inicial de identidades globais – ou seriam glocais? – pelo fato de que alguns padrões são semelhantes em diversos países. Ao final dessa primeira parte eu focarei no meu outro projeto de pesquisa – esse advindo do meu doutorado – para discutir como novas mídias permitem a existência de novas formas de torcer e acompanhar um clube de futebol [ver aqui publicações]

Na segunda parte do Módulo 3 entraremos mais a fundo nas questões de representações – que é o cerne do segundo grande bloco do curso Esporte e Mídia – para discutir como a audiência é representada pela grande mídia e em particular como pode-se pensar em uma forma distinta de conceituar audiência. Para tanto, vou inicialmente apresentar a teoria de representações do Stuart Hall para que assim possamos compreender como as novas mídias causam rompimentos na forma tradicional de conceituar audiência – e de certa forma nos leva a pensar se ainda poderíamos falar de audiência como somente receptores da mensagem. E se podemos pensar a audiência como emissor e não somente receptor da mensagem, então quais seriam os motivos que levariam estas pessoas a se engajaram através de redes sociais.

Espero todos lá! 🙂

Link abaixo para o vídeo no YouTube e os slideshows das duas partes do módulo 3:

Link para o vídeo do Módulo 3

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s