Cultura da Conexão e Esporte

A pandemia mundial de Covid-19 parou a maioria, se não todas, as competições esportivas profissionais. Isso fez que muitos profissionais da área de esporte, mídia, e marketing buscassem soluções para suprir essa falta. Alguns decidiram por re-transmitir jogos antigos, como no Brasil onde a Globo/SporTV mostrou Copas do Mundo FIFA anteriores. Outros decidiram por re-ajustar o evento a outros formatos, como aqui no Reino Unido onde o Grand National (corrida de cavalos) foi disputada virtualmente através de algoritmos que já haviam previsto – quase que corretamente – os ganhadores de corridas passadas. Já no ciclismo as competições passaram das estradas para os indoor trainers, como no Tour de Flanders que foi disputado de forma online pela primeira vez nos seus mais de 100 anos de história.

Enquanto o Tour de Flanders é um evento de um dia – um dos clássicos – no calendário anual da UCI, foi somente com o Tour da Suíça que as competições em indoor trainers foram testadas em eventos de mais de um dia. A edição de 2020 foi disputada entre 22-26/04 no Rouvy – uma das diferentes plataformas de indoor cycling – e teve a participação de diferentes equipes do nível mundial (UCI WorldTeams), contando com atletas de ponta como o atual campeão olímpico de ciclismo de estrada Greg Van Avermaet, o atual campeão mundial de ciclismo de estrada Mads Pedersen, e o atual campeão mundial de time-trial Rohan Dennis. O evento teve como branding Digital Swiss 5 e foi transmitido por inúmeros canais de televisão internacionais como BBC no Reino Unido, ZDF na Alemanha, SRG na Suíça, ELEVEN Sports em Portugal, e também mundialmente pelo app Olympic Channel (lista completa aqui). Os organizadores do evento também criaram um hashtag (#DigitalSwiss5), e assim eu coletei a rede desse hashtag durante as transmissões oficiais nos cinco dias de competições.

Minha ideia enquanto coletava os tuítes era de checar a teoria da cultura da conexão (spreadable media) desenvolvida pelo Henry Jenkins, Sam Ford e Joshua Green. Em especial eu estava interessado em ver como as mensagens – o hashtagcirculou entre os fãs de ciclismo, e em particular quem seriam os indivíduos-chave na difusão dessa mensagem. Para isso, o layout da rede abaixo reflete o seguinte: quanto maior o nó = mais autoridade na rede; quanto mais vermelha a linha = mais peso.

O que podemos perceber? Inicialmente de que as emissoras tradicionais não são as detentoras de maior autoridade. Na realidade alguns dos UCI WorldTeams (Deceunick – Quick-Step, Sunweb, Team Ineos) detém mais autoridade que os esses meios de comunicação de massa. Segundo, não foi a União Ciclística Internacional (UCI) ou a própria organizadora do Tour da Suíça, mas sim a Velon – uma organização formada por diversos WorldTeams que foca na criação de maiores oportunidades comerciais e de mercado através da ideia de aproximar o ciclismo aos fãs – que deteve maior autoridade. E essa autoridade foi confirmada pela coloração das linhas.

Mas, mesmo que essa rede tenha demonstrado uma forma de disrupção digital no esporte – onde os meios de comunicação tradicionais perdem autoridade – ela não demonstrou o que Jenkins, Ford e Green falam sobre intermediários de base (grassroots intermediaries) circulando o conteúdo (o hashtag). Pelo que podemos notar no momento não temos indivíduos não-oficiais – como fãs – tendo a mesma autoridade em espalhar os valores, mas pelo menos temos uma mudança em autoridade entre a federação internacional tradicional (UCI) para novas entidades como a Velon ou até mesmo para as equipes WorldTeams.

Mas, se você fosse parte de uma dessas organizações perdendo autoridade nessa nova ecologia de mídia talvez já fosse tempo em achar soluções e inovações antes que a sua existência se torne dispensável.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s